Alerta VERMELHO aos estudantes do Ensino Médio

AlertaVermelhoAosEstudantesDeEnsinoMedio

Caro secundarista (nomenclatura empregada para designar estudantes do ensino médio), quem vos escreve é um professor de história comum, que leciona em escolas da rede privada (particular), convive no ambiente escolar e sabe o que vocês têm aprendido de seus professores.

Nossas escolas -quer sejam publicas ou privadas- estão impregnadas de uma doutrinação marxista. Mas você deve estar se perguntando, o que é doutrinação? e o que é marxismo? ok, entendo! Vou lhes explicar.

Doutrinação é o ato de inculcar algo, de ensinar algo ao ponto desse ensinamento se tornar verdade absoluta, e/ou pelo menos reflexo de uma verdade absoluta que ganha bastante crédito das partes envolvidas no processo de ensino/aprendizagem.

Marxismo é o pensamento do filósofo alemão chamado Karl Marx, esse homem era um beberrão inveterado, que em seus devaneios, articulava escritos projetando uma sociedade perfeita, onde a igualdade seria completa, onde não haveria patrão ou empregado, porém o estado (por estado entenda-se, governo) seria o grande reitor dessa sociedade, e todos viveriam felizes para sempre nesse paraíso terreno, até que um dia o estado seria também extinto, e a sociedade seria governada pelos iguais.

Até aqui tirando o beberrão, Marx parece um cara legal, porém, agora vem à parte obscura dessa história, Marx entendia que a tomada do poder deveria ser feita pela luta de classes, ou seja, uma disputa entre pobres e ricos a fim de gerar igualdade. Pregar a igualdade e promover as mudanças por intermédio da força? Não parece algo interessante, e isso que Marx acreditava e propunha. Mas até então não parece nada tão escabroso, mas vamos pensar o seguinte, se o poder absoluto dessa sociedade estivesse nas mãos de um estado soberano, onde estaria a democracia? (não que eu caia de amores por ela). TODO estado em que o Marxismo floresceu, juntamente com ele floresceu também a fome, o abuso do poder, a privação da liberdade, as mortes, as imposições e a ditadura, Marx propunha a ditadura do proletariado, ou seja, os trabalhadores iriam impor suas condições sociais.

Quase me esqueço da parte mais importante desse nosso dialogo, Marx sugeria que o Cristianismo era o ópio da sociedade, e que um estado sem a religião e distante de Deus teria maior chance de ser um estado feliz, um estado onde os valores Cristãos não sobrepujavam os valores humanistas, culturais. Ou seja, um estado norteado pelo homem, e distante de Deus.

O Marxismo propõe algo chamado socialismo, e através do socialismo uma transição para o que comumente chamamos de comunismo. Veja a diferença:

Muitos utilizam as expressões “comunismo” e socialismo como se fossem sinônimas, porém não são.

O socialismo demonstra lampejos de democracia, propõe uma sociedade homogênea, igualitária, com certa liberdade aos cidadãos que ali vivem, é bem verdade que nem sempre todas as liberdades são respeitadas, mas a uma abertura maior do que nos regimes comunistas. Dentro do que entendemos como socialismo, existe a extinção da propriedade privada dos meios de produção, ou seja, o estado controla tudo economicamente falando.

Já o emblema maior do comunismo é a ditadura (apesar de pregarem certa anarquia, o poder sempre acaba caindo nas mãos de algum mal intencionado), o poder concentrado nas mãos de um soberano, que rege com punhos de aço a sociedade dos “iguais”, porém igualmente pobres e infelizes.

Tendo isto posto, podemos observar que o socialismo é o caminho aparentemente “bonito”, que parece ser ideal, mas que conduz para uma armadilha quase irreversível chamada comunismo.

Isso basta por hoje, mas você deve estar pensando: Como isso me afeta diretamente? Vamos deixar essa conversa para próxima semana, falaremos sobre seus professores vermelhos, vou ajuda-los a identifica-los.

Por: Vinícius Corrêa;

Original: Alerta VERMELHO aos estudantes do Ensino Médio; copyright © 2014 Jovens Fiéis; website: JovensFieis.com.br.

Permissões: Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor, seu ministério e o tradutor, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

.

Você pode gostar...

  • Douglas

    Mas vale lembrar que a sociedade atual surgiu quando a burguesia (minoria na época da realeza, que teve que adquirir os seus direitos pouco a pouco:) que outrora não tinham nem o direito de comercializar dentro dos muros do castelo, até que conseguiram esse direito etc e, enfim, substituiram a realeza dentro dos seus novos Palácios de Governo…
    O que Marx diz na realidade é sobre a nova realidade que constitui-se no principio de ‘soberania pertencente à burguesia’.
    Ele diz que a sociedade evoluirá a partir de uma constante luta de classes, outrora Realeza vs Burguesia; agora Burguesia vs Proletariado.

    E algumas ideias que são consideradas absurdas, como o fim do direito de hereditariedade, se pararmos para pensar um pouco faz todo o sentido: antes, o poder de governo era hereditário (Rei -> Príncipe); e o fim deste sistema foi considerado uma ‘evolução’ no novo sentido que atribui-se ao governo (democracia).

    E o que outrora era o poder de governo (posso dizer que isso era a coisa mais importante que existia numa sociedade monarquica?) era hereditário e hoje, para o nosso atual conceito de sociedade democrática é algo muito estranho (particularmente, eu acho bizarro); creio que num futuro não muito distante (visto que as evoluções humanas tem-se ocorrido de forma exponencialmente mais rápida) também será considerado estranho que em algum momento no passado o poder monetário (posso analogamente dizer que isso é a coisa mais importante na nossa atual sociedade burguesa?) também era hereditário.

  • Pingback: Alerta VERMELHO aos estudantes do Ensino Médio « Vivendo o Evangelho()

  • Thiago

    Parabéns ao site por pelo menos tentar alertar aos irmãos a respeito dessa hecatombe em nosso país. O marxismo é uma religião secular e por onde o socialismo passa há mortes,decadência econômica,perseguisões religiosas; essa porcaria matou mais de 100 milhões no século XX e é inaceitável haver cristão marxista ou de esquerda. A igreja de Cristo deve combater energicamente esse mal.