Cristo morreu para nós ou para Deus? – John Piper (4/10)

CristoMorreuParaNosOuParaDeus4

“[Cristo] a quem Deus propôs, no seu sangue, como propiciação, mediante a fé, para manifestar a sua justiça, por ter Deus, na sua tolerância, deixado impunes os pecados anteriormente cometidos; tendo em vista a manifestação da sua justiça no tempo presente, para ele mesmo ser justo e o justificador daquele que tem fé em Jesus.” Romans 3:25-26

“Por Que O Perdão É Um Problema?”

Isso é o que Paulo quer dizer em Romanos 3:25 no trecho “deixando impunes os pecados anteriormente cometidos”. Mas por que é um problema? Será que é sentido como um problema para a mentalidade secular o fato de Deus ser gentil aos pecadores? Quantas pessoas fora do escopo da influência bíblica lutam com o problema de que um Deus que é justo e santo faz o sol nascer sobre bons e maus e vir chuvas sobre justos e injustos (Mateus 5:45)? Quantos lutam com a aparente injustiça de que Deus seja leniente aos pecadores? Quantos crentes lutam com o fato de que o seu próprio perdão é uma ameaça à justiça de Deus?

A mentalidade secular nem mesmo avalia a situação do jeito que a mentalidade bíblica faz. Por que é assim? Porque a mentalidade secular pensa de um ponto de partida radicalmente diferente. Não começa com os direitos de Criação de Deus — o direito de manter e mostrar o infinito valor de sua justiça e glória. Começa com o homem e assume que Deus vai se adaptar aos nossos direitos e vontades.

Por: John Piper; Original: Cristo Morreu Para Nós Ou Para Deus?; Copyright © Desiring God; Website: DesiringGor.org.

Permissões: Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor, seu ministério e o tradutor, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

Você pode gostar...