Cristo morreu para nós ou para Deus? – John Piper (6/10)

CristoMorreuParaNosOuParaDeus6

“[Cristo] a quem Deus propôs, no seu sangue, como propiciação, mediante a fé, para manifestar a sua justiça, por ter Deus, na sua tolerância, deixado impunes os pecados anteriormente cometidos; tendo em vista a manifestação da sua justiça no tempo presente, para ele mesmo ser justo e o justificador daquele que tem fé em Jesus.” Romans 3:25-26

O Insulto de Absolver Anarquistas

Suponha que um grupo de anarquistas tente assassinar o presidente dos Estados Unidos e seu gabinete inteiro, e quase consiga. Suas bombas destroem parte da Casa Branca e matam alguns da equipe, mas o presidente apertadamente escapa. Os anarquistas são pegos e a corte define que eles são culpados. Mas, os anarquistas pedem desculpa e, então, a corte suspende suas sentenças e libera-os. Agora, o que isso comunicaria ao mundo sobre o valor da vida do presidente e a importância do seu governo? Comunicaria que eles são de pequeno valor.

É isso que deixar pecados impunes comunica: a glória de Deus e seu governo justo são de baixo valor ou nem têm valor.

Separado da revelação divina, a mente natural – a mente secular – não vê nem sente esse problema. Qual pessoa secular perde seu sono por causa da aparente injustiça da gentileza de Deus em relação a pecadores?

Mas, segundo Romanos, esse é o problema mais básico que Deus resolveu na morte de Seu Filho. Vamos ler isto de novo: “…[entregou Seu Filho para morrer] para manifestar a sua justiça, por ter Deus, na sua tolerância (ou paciência), deixado impunes os pecados anteriormente cometidos; tendo em vista a manifestação da sua justiça no tempo presente, para ele mesmo ser justo…” (verso 25b-26a). Deus seria injusto se ele deixasse impunes os pecados como se o valor de sua glória e nada fossem a mesma coisa.

Deus viu a sua glória ser desprezada por pecadores (como Davi) ― ele viu sua dignidade ser aviltada e seu nome desonrado pelos nossos pecados ― e em vez de vindicar o valor de sua glória ao colocar para morrer o seu povo, ele vindicou sua glória ao entregar Seu Filho para morrer.

Deus poderia ter acertado as contas ao punir todos os pecadores com o inferno. Isto demonstraria que ele não minimiza a nossa falha em amar Sua glória ― nosso desprezo a sua honra. Mas Deus não quis destruir. “Porquanto Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.” (João 3:17)

Por: John Piper; Original: Cristo Morreu Para Nós Ou Para Deus?; Copyright © Desiring God; Website: DesiringGor.org.

Permissões: Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor, seu ministério e o tradutor, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.

Você pode gostar...